Café com Prosas: a maternidade e o empreendedorismo

A maternidade e o empreendedorismo: vamos falar sobre isso?

Hoje trago mais uma história inspiradora pra dividir com vocês a Dani vai falar sobre maternidade e o empreendedorismo, sobre o que ela passou e o que mudou na vida dela.

E são nesses momentos de partilhas que a gente se conecta com a história do outro e percebe que não estamos sós!!!

Olá!!! Sou Daniela Aires, tenho 38 anos, sou casada e mãe de um menino lindo de 7 anos. Atuo como Terapeuta, Coach de Poder Pessoal, Palestrante e Consultora.
Hoje estou aqui para compartilhar com você minha história com a maternidade e o empreendedorismo.

Vamos começar do começo? Rsrsrs

Eu me formei em Psicologia e trabalhei na área de Recursos Humanos por 14 anos, de 2001 a 2015. Durante esse período, muita coisa aconteceu. Eu me casei em 2006 e tive meu filho em 2009.
Até minha saída do mundo corporativo, minha vida era uma loucura! Eu trabalhava longe da minha residência e demorava cerca de 2 horas para chegar à empresa. Meu marido enviava nosso filhote para a escola de manhã (ele ia com o transporte escolar), e eu o buscava somente à noite, quando vinha do trabalho. Era um sufoco! Eu saía da empresa às 17h e tinha até as 19h para chegar à escola para pegá-lo. Quando havia uma chuva forte ou algum acidente no caminho, eu me atrasava…
Eu tinha um tempo bem limitado para ficar com meu filho. Nossa rotina era chegar em casa, tomar banho, jantar, assistir à televisão um pouquinho… e já era hora de dormir. Então, quando eu estava a caminho da escola, ia toda feliz, pois poderia passar pelo menos um tempinho com meu filhote. Chegava lá animada e dava um abração nele. Entretanto, quando entrávamos no carro e começávamos a conversar, ele sempre encontrava um motivo para fazer birra e brigar comigo. Ele era um doce com todo mundo, mas demonstrava agressividade comigo. Hoje percebo que essa era sua maneira de atrair minha atenção e, talvez, de protestar pelo fato de eu ficar o dia todo longe dele… Mas era essa a nossa situação naquele momento e tínhamos de suportar mais um pouco…
Mas voltemos à vida profissional! Em 2013, decidi fazer outros cursos e ampliar minhas perspectivas, pois o mundo corporativo estava pequeno demais para mim. Passei por novas formações e comecei a atender clientes como Terapeuta e Coach, mesmo ainda atuando em Recursos Humanos. Minha transição de carreira estava se iniciando, e eu estava muito entusiasmada!

Hora de recomeçar de verdade

Então, em 2015, houve uma reestruturação na empresa em que trabalhava e fui desligada. Fiquei apreensiva, pois não teria mais meu salário fixo todos os meses, mas minha alegria era muito grande! Que sensação de liberdade! Que maravilhaaa!!! Decidi que não queria procurar por outro emprego, mas sim, empreender.
Foi uma mudança incrível na minha vida, pois passei a trabalhar em casa (home office) e, quando havia necessidade, alugava uma sala próxima à minha residência ou visitava alguma empresa.
Desde o início dessa nova etapa, venho atuando sozinha e com alguns parceiros. Atualmente, atendo como Terapeuta e Coach, desenvolvo e ministro treinamentos e palestras, tenho uma consultoria em sociedade com uma grande amiga, e novos negócios e parcerias vão surgindo!

Colhendo os frutos dessa nova jornada

Como empreendedora, posso criar diferentes projetos, de acordo com o que faz sentido para mim e com o que pede minha Alma. Essa liberdade é algo que me encanta no empreendedorismo!
E minha vida como mãe? Ah, essa melhorou 1000%! Meu filho estava com 6 anos quando saí da empresa. Alterei o horário da escola, para que ele estudasse apenas no período da manhã. Assim, ele passou a ficar comigo à tarde.
Nos dias em que trabalho em casa, ele pode ficar brincando. Quando vou atuar em outro local e não é possível levá-lo, eu o deixo na escola até o fim da tarde, mas isso é algo esporádico. Sempre que posso levá-lo, ele vai comigo. Por isso, às vezes ele me acompanha nas palestras que ministro à tarde ou à noite. Fico muito feliz quando tenho a oportunidade de contar com a presença dele!

Nem tudo são flores o tempo todo…

Ser empreendedora é desafiador em muitos aspectos. As questões financeiras pesam bastante, pois não tenho mais um ganho fixo. Tive de aprender a lidar com a incerteza em relação à receita do mês seguinte. Além disso, trabalho nos horários em que há necessidade, não importando se é manhã, tarde, noite ou madrugada. Quando você é a pessoa responsável pelo seu negócio, não existe horário padrão, né? Com tudo isso, balancear as diversas áreas da vida requer dedicação e disciplina, e ainda estou em fase de aprendizado no que se refere a esse equilíbrio.
Porém, mesmo com todos os desafios, hoje posso dizer que me sinto muuuito realizada, pois fazer o que amo e ainda ter a companhia do meu filhote é algo que não tem preço!!!”

Essa foi a participação mais que especial da Dano aqui no Prosas! Eu a conheci no Desafio Decole seu negócio em 60 dias, da Coach Rose Gonçalves. E histórias como a dela precisam ser partilhadas… As vezes a gente só precisa confiar em nós para que grandes coisas possam acontecer e a vida tenha um novo significado!

Gratidão minha querida por falar de forma tão gostosa sobre a maternidade e o empreendedorismo! Foi delicioso ler seu relato e tenho certeza que será inspiração para muitas mulheres!!!

  • Daniela Aires

    Eu que agradeço a oportunidade de compartilhar minha história com outras mães!!! <3