Sobre golfinhos,tubarões a calmaria do mar: brincando com os filhos

Brincando com os filhos: vamos falar sobre isso?

Não ando brincando com meus filhos tanto quanto gostaria. Por essa razão, eles andam oscilando o comportamento entre golfinhos e tubarões ferozes. Pode golfinhos_filhossoar meio bizarro, mas é como tenho observado meu trio hora lindos golfinhos saltitantes,hora tubarões ferozes, num mar hora tranquilo e hora revolto e agitado.

Não to ficando maluca não rs, mas tenho percebo que o comportamento deles dependem de como suas demandas tem sido atendidas.E não falo nem dos cuidados básicos necessários, esse a gente sempre dá conta.Falo de uma demanda específica que muitas vezes é esquecida e negligenciada, ainda que inconscientemente: O Brincar !

Digo inconscientemente porque corremos tanto, o dia todo, que quando a demanda é essa, tentamos suprir de outra forma e muitas vezes não dá certo!

Analisem comigo…

Assim são eles pela manhã: calminhos e adoráveis!

Então vejamos a minha, talvez bizarra, comparação que eu conclui após um longo período tenso e intenso com minhas crias.Quando elas acordam o mar é calmo e elas nadam calmamente como peixinhos ornamentais, pontualmente as 7 da manhã (every day)  tomamos café e eu começo a rotina da casa.De manhã sou exclusiva deles e da casa ( ok, mais da casa do que deles, admito!).
Ao longo da manhã, vejo cada um deles se transformar no golfinho mais exibido e saltitante que conseguem ser.Cada um quer mostrar aquilo que saber fazer, que descobriu muitas vezes sozinhos.Nesta fase há um empenho gigantesco em chamar a minha atenção.E eles são incansáveis nessa tarefa!!!

O dia vai seguindo,a rotina dos afazeres vão me consumindo e vou fingindo que dou aquilo que eles desejam: atenção! Sou convidada inúmeras vezes a sentar, brincar, olhar e vou fazendo como posso, do jeito que é possível.

Hora do almoço.Comemos.Encerro a minha rotina da casa.Hora de brincar? Deveria! Mas e a exaustão? O cansaço? A vontade de fazer outras coisas?

É ai que eles se transformam em tubarões ferozes, famintos e descontrolados.

É a Dori e o Marlim, mas pode imaginar que sou eu e meu marido kkkk

Choram. Fazem birras.Brigam (os 3) entre si.Nada os sacia.E isso repetia,dia após dia, do mesmo jeito, na mesma sequência.Então nessa hora, de mar revolto e agitado, eu sentava e brincava.E não era tão bom.Era um tempo que não acabava nunca.Eles queriam mais, e mais de mim e eu me sentia sem ter o que oferecer.Vazia.Exausta.Passei a observar essa situação que tanto me incomodava e me entristecia.tubarao_2840142

Caramba! Justo eu que amava a paz e a calmaria que o mar trazia, só conseguia levar para a minha casa as águas e os tubarões famintos!

Sim, navegar é preciso.Mas parar, observar e mudar a rota é fundamental e pode salvar a sua navegação!

Então vai uma dica que tem me dado mais calmaria e prazer: brinque com o seu filho quando ele ainda é um golfinho exibido e cheio de novidades para te mostrar.Não espere eles se transformarem em tubarões famintos.

Tudo flui melhor! Porque quando as crias estão alimentadas, elas estão mais calmas e o mar tranquilo e você navega com mais facilidade.

Hoje duas coisas acontecem aqui em casa: faço pausas constantes para estar com eles e, estando com eles, procuro estar 100% para eles.

É fato que o serviço doméstico e/ou qualquer outra coisa que demande sua presença para se realizar, vai continuar lá até que você o faça.

Já seus filhos,ah… esse tempo passará com você ou sem você.

Então, não desperdice! Sente um pouco, brinque, permita-se a liberdade que as crianças experimentam constantemente brincando como se não houvesse amanhã.

Então lá vai algumas coisas que tem funcionado por aqui:

# Coloque alarmes no celular para se lembrar dessas pausas necessárias: eu combinei com as crias que a cada 30 minutos trabalhados eu paro 15 pra gente fazer algo junto. Quando o alarme dispara eles já estão a postos com alguma coisa pra gente fazer!

#Divida seu trabalho por blocos: A bagunça da casa não foi feita de uma vez e nem você precisa dar conta de todo o trabalho de uma única vez! Então divida por micro tarefas e assim aproveite mais as pausas brincando com seus filhos.

#Determine uma pausa para fazer algo por você: Se saco vazio não para em pé, mulher desmotivada, estressada e cansada não brinca, não produz e consegue ser feliz! Então faça algo por você!!!

Alimente seu filho de boas lembranças e de muita brincadeira.E o muito ai não é a quantidade,mas a qualidade, a entrega que o momento exige.Meia hora bem vivida, com entrega, emoção vale mais que um dia inteiro de presença de corpo e ausência de alma.

10557224_1153440934681764_8835903581759187840_n

Isso não é garantia de que todos os seus dias serão de paz e harmonia, mas certamente serão dias menos cinza, porque ainda que exausta e cheia de afazeres a sua espera, você terá um sorrisão iluminando seu caminho!

Aproveite seu tempo sendo feliz, brincando com seus filhos e para te ajudar nisso, deixo aqui 5 dicas de brincadeiras para serem feitas ai na sua casa!!!!